Ensinamentos da quarenta que toda mãe de autista já sabe.

Estamos todos passando por um momento muito difícil.

A quarentena é uma fase complicada para a maioria das pessoas, porém ela traz muitos ensinamentos que a vivência com o autismo já ensina no dia a dia:

○ Distanciamento social: As famílias com autismo já vivem em distanciamento social, seja por preconceitos ou seja pelas dificuldades do autismo em si. É difícil sair como as outras famílias, é difícil ter uma vida como os outros. Então as famílias autistas já vivem o distanciamento social.
○ Filtrar as amizades: Sabemos quem realmente nos ama, pois mesmo distantes estão perto. Mesmo com tanta dificuldade, ligam, mandam mensagens e se preocupam nos piores momentos.
○ Fazer várias coisas ao mesmo tempo dentro de casa. Mães de autistas são ninja nisso. Com todos os desafios de ter um filho dentro do Espectro conseguimos arrumar a casa, estudar, trabalhar, e dar conta de tudo. Nossos cérebros desenvolvem de maneira diferenciada.
○ Estrategistas: Lidamos com os imprevistos o tempo inteiro. Então realizamos estratégias das mais diversas.
○ Cuidar de maneira excessiva de quem amamos. Nós mães de autistas temos famas de ter cuidados excessivos. Sim, pois não sabemos o que pode acontecer, então cuidamos muito, nosso ente querido precisa de nossos cuidados para sobreviver.
○ Viver um dia de cada vez. Nem adianta querer planejar. O autismo não deixa, vivemos dia por dia, hora por hora. Tudo é novidade, tudo pode acontecer e nos surpreender.
○ Não saber o que vai acontecer no dia de amanhã. No autismo não sabemos o dia de amanhã. Hoje está tudo bem, amanhã pode estar tudo ruim. Então quem vive o autismo já está acostumado com isso.
○ Não criar expectativas. Não criamos expectativas com a vida, com as pessoas, pois nos decepcionamos o tempo inteiro, e se a gente não aprende a lidar com isso, o sofrimento é muito grande. E para que nossos filhos fiquem bem, nós precisamos estar bem, então ou aprendemos a lidar com isso, ou é sofrimento na certa. 

Então as mães de autistas aprendem na marra a não criar expectativas.
○ Valorizar os pequenos avanços e melhoras: nós valorizamos cada melhora, e temos a capacidade de enxergar milímetros de avanços. A quarentena e o Corona Vírus vieram ensinar a humanidade o que nós já aprendemos no amor.
○ Estudar o que a ciência traz: Sim. Ciência é tudo em nossas vidas, precisamos das pesquisas. Precisamos de tiros certeiros. Não temos tempo para perder.

O vírus e a quarentena vieram ensinar a humanidade o que as mães de autistas já aprenderam no amor e na dor.

Lembre se, nessa quarentena a valorizar quem está perto, mesmo estando longe, aprenda a lidar com suas emoções, reflita e não esqueça nunca que o amor e a solidariedade são fundamentais, e sem eles é tudo em vão.

Vanessa Falcão Barella Calixto ( 11 96911 0372)

Psicopedagoga. Analista do comportamento. Especialista em T.E.A., Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil e alfabetização. Formada em ABA pelo IBAC.

Mãe do Lucas Antônio, 16 anos diagnosticado com Transtorno Autista, Hemiparesia Cerebral e Apraxia da Fala.